Logo PECE. Pular para página inicial
 

Ementa da Disciplina

CódigoGOK-029
DisciplinaGestão da Confiabilidade Humana
ObjetivoMuitos processos contêm potencial para o erro humano, especialmente quando o tempo disponível para o operador tomar decisões é curto. O impacto deste erro humano deve ser avaliado com o objetivo de verificar se o sistema possui barreiras que possam impedir a propagação dos efeitos deste erro, sendo que, em alguns casos, a ação humana será a única defesa para prevenir que uma falha inicial progrida para um acidente. A Avaliação da Confiabilidade Humana (ACH) trata do impacto das pessoas sobre o desempenho de um sistema e pode ser utilizada para avaliar as influências do erro humano no sobre a operação deste sistema. A disciplina visa capacitar o profissional no processo de avaliação da confiabilidade humana bem como do efeito do erro humano sobre a operação e manutenção de ativos, apresentando técnicas para a sua execução e uso visando minimizar o associado com a gestão de ativos. Apresenta-se a relação entre a confiabilidade humana e a gestão de risco de ativos, em conformidade com os requisitos da norma ISO 31000 (2009).
Público_AlvoEngenheiros, tecnólogos e profissionais das áreas de manufatura, manutenção, qualidade e administração, interessados em aprimorar ou atualizar seus conhecimentos em confiabilidade humana visando a excelência na gestão de ativos.
EmentaPercepção do comportamento humano e a sua relação com a percepção e ocorrência de falhas humanas Técnicas de avaliação da Confiabilidade Humana: as técnicas THERP ("Technique for Human Error Rate Prediction") e ATHEANA ("A Technique for Human Error Analysis"), técnicas para análise de interface Homem Máquina ("Mental Workload Assessment"); Quantificação da confiabilidade humana: análise de dados de falha. Avaliação do impacto dos erros humanos na operação de ativos: análise preliminar de risco (APP) e estudo de operabilidade e riscos (HAZOP). Técnicas para aumento da Confiabilidade Humana Gerenciamento da Confiabilidade Humana: proposição de medidas de mitigação e contingência, comunicação do risco. Acompanhamento da evolução da Confiabilidade Humana.
Bibliografia1. Pallerosi, C.A. "CONFIABILIDADE HUMANA: conceitos, analises, avaliacao e desafios", ALL PRINT Editora, 1a edição, 2011. 2. Santos, V.; Zamberlan, M.C.; Pavard, B. "Confiabilidade Humana e Projeto Ergonômico de Centros de Controle de Processos de Alto Risco", Instituto Nacional de Tecnologia, 1a edição, 2009. 3. Kirwan, B. "A Guide To Practical Human Reliability Assessment", CRC Press, 1a edição, 1994. 4. Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) "NBR ISO 31000 Gestão de Risco - Princípios e Diretrizes", ABNT, 1a edição, 2009.
Duração (h)30
Título Escolha
Imagem do selo de Garantia de Qualidade POLI
Centro de Apoio ao Aluno: atendimento@pecepoli.com.br
Telefone: (11) 2998-0000 Fax: (11)2998-0054
Segunda a sexta-feira das 9h00 às 21h00.
Logo da USP - link externo ©Copyright 2010 PECE - Todos direitos reservados. Logo da Escola Politécnica - link externo