Logo PECE. Pular para página inicial
 

Ementa da Disciplina

CódigoGES-003
DisciplinaAções e segurança em estruturas de concreto
ObjetivoTransmitir conceitos de Ações e Segurança em Estruturas. Introduzir os avanços tecnológicos provenientes da atualização das normas técnicas. Transmitir aos participantes as técnicas modernas de concepção e projeto.
Público_AlvoEngenheiros e arquitetos formados com interesse pela área. Profissionais atuantes na área.
Ementa1. Conceituação. Métodos alternativos de introdução da segurança Discute-se aqui a conceituação de segurança no sentido da aceitação de uma probabilidade de ruína sempre maior que zero, aceitável para o cidadão comum e viável economicamente. Apresentam-se os Métodos das Tensões Admissíveis, da Ruptura, e o Probabilístico em vários níveis. 2. Método dos estados limites. ELU e ELS Discute-se nesse item o Método Semi Probabilístico do CEB - FIB, com a definição dos Estados Limites, seja de Serviço, seja Último e com a introdução dos Coeficientes Parciais de Ponderação. 3. Conceituação e classificação das ações Classificam-se aqui as ações em geral em: diretas como as cargas em geral ou indiretas como as deformações impostas, permanentes como o peso próprio ou variáveis como os trens tipo. 4. Ações permanentes e variáveis Discutem-se nesse item cada uma das ações permanentes ou variáveis usuais, suas características e distribuições de probabilidade adequadas, inclusive seus parâmetros. 5. Ações horizontais Discutem-se aqui a questão das ações harizontais, como o Vento e o Desaprumo dos Pilares e a necessidade de considerar sua ocorrência simultânea. 6. Valores característicos e representativos São discutidos valores característicos de Ações e Resistências, bem como o valor representativo das Ações no caso de combinações. 7. Combinações de ações São discutidos vários casos de combinações de ações usuais com a devida definição da probabilidade de ocorrência e a necessidade de usar valores reduzidos de combinação. 8. Exemplos e comparações São discutidos dois exemplos, um Edificio em concreto armado e uma Passarela protendida. 9. Ações dinâmicas e fadiga São definidas as Ações Dinâmicas e seus efeitos como vibrações, fadiga e eventualmente instabilidade dinânica, bem como discutidos critérios de dimensionamento à fadiga. 10. Perspectivas para o futuro Faz-se uma boa discussão da Teoria da Confiabilidade como exemplos de análisa das normas brasileiras e sua comparação com outras normas internacionais.
Bibliografia1. NBR 8681/84 - Ações e Segurança em Estruturas 2. Comentários sobre a NBR 8681/84, Fusco,P.B. 3. Nova NB1/? - Projeto de Estruturas de Concreto 4. EuroCode 1 - Basis of Design and Actions on Structures 5. CEB-CM90 - Código Modelo do Comitê Euro-Internacional do Concreto 6. Introdução da segurança no projeto estrutural, Zagottis, D. 7. Engineering Safety, Blockley, D. 8. Apostila do curso
Duração (h)30
Título Escolha
Imagem do selo de Garantia de Qualidade POLI
Centro de Apoio ao Aluno: atendimento@pecepoli.com.br
Telefone: (11) 2998-0000 Fax: (11)2998-0054
Segunda a sexta-feira das 9h00 às 21h00.
Logo da USP - link externo ©Copyright 2010 PECE - Todos direitos reservados. Logo da Escola Politécnica - link externo